ENREDO

Alemanha e França, 1919. Anna, 21, jovem alemã, sofre com a perda do noivo, Frantz, morto em combate na França. Um dia, ela vê um ex-soldado francês, Adrian, misteriosamente colocando Flores na sepultura de Frantz. Ainda abalada pela derrota, a comunidade rejeita a sua presença, mas Anna gradualmente se aproxima do jovem bonito e melancólico e aos poucos fica sabendo da profunda amizade dele com Frantz.

FICHA TÉCNICA

FRANTZ
FRANÇA, 2016
Diretor: François Ozon
Roteiro: Ozon/Philippe Piazzo
Elenco: Paula Beer, Pierre Niney, Ernst Störmer, Marie Gruber e Johann Hoffmeister
Fotografia: Pascal Marti
Montagem: Laure Gardette
Música: Philippe Rombi
Drama romântico
113 minutos
California Filmes

O FILME E O DIRETOR

Registro da época de luto vivida por alemães e franceses após o fim da I Guerra Mundial (1914-1918), quando a História passou a registrá-la como o período das “grandes tragédias nacionais”, vistas sob reflexão pelos olhos da “geração perdida” da guerra. 17º trabalho de François Ozon, 50, realizador de 8 Mulheres, O Amor em 5 Tempos, Potiche – Esposa Troféu e Jovem e Bela, trata de temas como sentimentos conflitantes, a culpa pela sobrevivente, a dor das perdas, o desejo primordial de felicidade e o desejo por apegos sexuais, românticos e familiares.

A PALAVRA DE OZON

EM UM PERÍODO OBCECADO COM VERDADE E TRANSPARÊNCIA, EU ESTOU QUERENDO FAZER UM FILME SOBRE MENTIRAS. COMO UM ALUNO E ADMIRADOR DE ERIC ROHMER, QUE SEMPRE BUSQUEI MENTIRAS PARA OBTER EMOCIONANTE MATÉRIA-PRIMA PARA CONTAR HISTÓRIAS E FAZER FILMES. ENTÃO EU ESTAVA REFLETINDO QUANDO UM AMIGO ME CONTOU SOBRE UMA PEÇA ESCRITA POR MAURICE ROSTAND APÓS A I GUERRA MUNDIAL. EU PESQUISEI E SOUBE QUE A PEÇA TINHA SIDO ADAPTADA PARA O CINEMA EM 1931 POR ERNST LUBITSCH SOB O TÍTULO NÃO MATARÁS. MINHA PRIMEIRA REAÇÃO FOI PEGAR A IDEIA. COMO EU PODERIA TOP LUBITSCH?!
FRANÇOIS OZON, cineasta

 

TRAILER

YOUTUBE

FOTOS

CIDADES E HORÁRIOS

DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h

ESTREIA EM 22 DE JUNHO – a confirmar

CRÍTICA ESTRANGEIRA

REQUINTADO E ASSUSTADOR … UM DOS MELHORES FILMES DO TALENTOSO DIRETOR FRANCOIS OZON
Dennis Dermody, Paper

UMA PEÇA DE ÉPOCA RICAMENTE IMAGINADA E SOBERBAMENTE MONTADA
Boyd van Hoeij , The Hollywood Reporter

SURPREENDENTEMENTE BELA E CURIOSA. É IMPOSSÍVEL NEGAR A PURA SOFISTICAÇÃO NARRATIVA
Eric Kohn, Indiewire

INTELECTUALMENTE ESTIMULANTE E EMOCIONALMENTE GRATIFICANTE
Jonathan Romney, Screen Daily

CRÍTICA BRASILEIRA