ENREDO

Daniel Mantovani, escritor argentino vencedor do Nobel de Literatura, vive na Espanha há 40 anos. Quando o amigo Salas, agora prefeito, decide homenageá-lo com uma Medalha de Cidadão Ilustre, ele vê uma chance de retornar à cidade natal que deixou na juventude, mas que sempre serviu de cenário para os seus romances. Mas, logo ao chegar, percebe que a ideia pode não ter sido boa. É ele isso vai descobrindo por ter levado para os romances, também, alguns dos personagens reais da cidade.

FICHA TÉCNICA

EL CIUDADANO ILUSTRE
ESPANHA-ARGENTINA, 2017
Direção: GASTON DUPRAT E MARIANO COHN
Roteiro: Andrés duprat
Elenco: Oscar Martínez, Dady Brieva, Andrea Frigerio, Belén Chavanne e Nora Navas
Fotografia: Duprat e Cohn
Montagem: Geronimo Carranza
Música: Toni M. Mir
Comédia dramática
118 minutos
14 Anos
CineArt

O FILME E O DIRETOR

Ganhador do Prêmio de Melhor Roteiro pela Academia de Cinema da argentina; e de mais 12 premiações internacionais, entre elas os de Melhor Filme e Ator (Oscar Martinez) no Festival de Veneza; Prêmio Goya de Melhor Filme Íbero-americano; Melhor Filme, Diretor e Roteiro no Festival Internacional de Valladolid-Espanha; Prêmio da Imprensa e de Melhor Roteiro no Festival de Havana; Melhor Filme Estrangeiro no Haifa International Film Festival, todos em 2016, é o 5º longa da dupla Gastón Duprat e Mariano Cohn, de O Homem ao lado (2009) e Querida, vou Comprar Cigarros e Já Volto (2011).

A PALAVRA DOS DIRETORES

NA VERDADE, A IDEIA É APONTAR PARA OS PRECONCEITOS DO OUTRO. NOSSA INTENÇÃO É SEMPRE PARA RETRATAR OS PERSONAGENS SEM JULGAMENTO, PORQUE ISSO GERA DESCONFORTO NO ESPECTADOR A VER O FILME E NÃO SEI SE NÓS FALAMOS SOBRE VOCÊ OU DE SEU VIZINHO, SE DEVE RIR OU SENTIR-SE ENVERGONHADO. NÓS GOSTAMOS DE FAZER O PÚBLICO SE SENTIR CULPADO. EM QUALQUER CASO, O NOSSO CINEMA SEMPRE COMPLETA O ESPECTADOR. QUEREMOS LEVANTAR QUESTÕES E A DISCUSSÃO ABERTAMENTE
Duprat e Cohn, cineastas

TRAILER

YOUTUBE

FOTOS

CIDADES E HORÁRIOS

EM EXIBIÇÃO
DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 20h15
NÃO HAVERÁ SESSÕES SÁBADO, 29, E DOMINGO, 30
RIBEIRÂO PRETO
CINÉPOLIS SANTA ÚRSULA

CRÍTICA ESTRANGEIRA

A HISTÓRIA É DIVIDIDA EM CINCO CAPÍTULOS, DANDO UMA ESTRUTURA LITERÁRIA. SEU ROTEIRO CONSEGUE PRENDER A ATENÇÃO ATÉ O FIM, OS DIÁLOGOS SÃO INTERESSANTES, HUMOR É EFICAZ
Marta Canacci, Alohacriticon.com/Espanha

REDUZIR O CIDADÃO ILUSTRE A ALGUM ESTADO CONGELADO DE COMÉDIA DE HUMOR NEGRO, SERIA ESQUECER QUE NO PAÍS DE BORGES, OS LABIRINTOS INSONDÁVEIS DA CRIAÇÃO SÃO CHEIO DE SURPRESAS E, A PARTIR DESTE PONTO DE VISTA, A MARAVILHA DE COHN E DUPRAT TEM UM TWIST FINAL PARTICULARMENTE IMPRESSIONANTE, NÃO VAMOS REVELAR
Jèrémy Gallet, avoir-alire/França

É UM FILME BASEADO EM PARES DE OPOSTOS: REALIDADE E FICÇÃO; EUROPA E ARGENTINA; A METRÓPOLE E A PROVÍNCIA; CULTURA E IGNORÂNCIA; NO PASSADO E NO PRESENTE; ARTE E VIDA; AMOR E ÓDIO; A COMÉDIA EO DRAMA. NÃO SURPREENDENTEMENTE, TALVEZ, PARA DIRIGI-LO FORAM DOIS: GASTÓN DUPRAT E MARIANO COHN
Federico Gironi, comingsoon/Itália

UMA COMÉDIA FEROZ SOBRE AS MISÉRIAS DA CONDIÇÃO HUMANA
Carlos Boyero, El País/Espanha

UM FILME DE HUMOR NEGRO QUE DESAFIA OS ESPECTADORES EM TODOS OS MOMENTOS
Pablo A. Scholz, Clarin/Argentina

NÃO UMA COMÉDIA SIMPLES SOBRE UM ESCRITOR VAGO CASTIGADO POR UMA MULTIDÃO ILETRADA. O FILME ESCONDE UMA INTERESSANTE MENSAGEM DENUNCIANDO A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA ARTE
Carlota Mosegui, Otroscines.com

UM FILME DIVERTIDO COM UM HUMOR MUITO DIRETO E POPULAR
Diego Batalha, Otroscines.com/Argentina

CRÍTICA BRASILEIRA

ENTRE A SOBERBA E O CONSTRANGIMENTO... por SAMANTHA BRASIL

MERECE A SALA LOTADA APLAUDINDO-O… por RAFFAELA FUSTAGNO