ENREDO

França, tempos atuais. A pequena Kiki passou a infância no campo. Sua inocência é quebrada por um jogo trágico de esconde-esconde. Alguns anos mais tarde, o adolescente Karen multiplica fugas e namoros para escapar da casa da desajustada família. Aos 20 anos, Sandra ganha coragem e se muda para Paris. Os anos passam, ela se chama Renée, é professora dedicada e pensa agora em ser uma mulher realizada, despojado de seu passado.

FICHA TÉCNICA

ORPHELINE
FRANÇA, 2017
Direção: ARNAUD DES PALLIÈRS
Roteiro: Arnaud des Pallières/Christelle Berthevas
Elenco: Adèle Haenel, Adèle Exarchopoulos, Gemma Arterton, Solène Rigot
Fotografia: Yves Cape
Montagem: Arnaud des Pallières/Guillaume Lauras/Emilie Orsini
Música:
Drama feminista
110 minutos
Mares Filmes

O FILME E O DIRETOR

Drama inspirado na vida da roteirista Christelle Berthevas, mulher do diretor Arnaud Des Pallièrs, 56. Para interpretá-la em 4 fases de sua vida, foram criada as personagens Sandra (Adele Exarchopoulos), Karine (Solène Rigot), Kiki (Veja Cuzytek) e Renée (Adèle Haenel), que compõem um mosaico sobre a jornada da mulher rumo à liberdade. Arnaud e Christelle fizeram o roteiro de Michael Kohlhaas (2013), 4º dos 5 filmes do diretor.

PALAVRAS DE ARNAUD

NÓS TRABALHAMOS A PARTIR DA SENSAÇÃO DE QUE, NA VIDA, SÃO VÁRIAS COISAS. PARA REPRESENTAR ISSO (…) PENSAMOS EM ATRIZES DIFERENTES PARA INTERPRETÁ-LA (…) NÃO ACREDITO EM MAQUIAGEM OU TAIS EFEITOS DE ENVELHECIMENTO. POR CAUSA DA LIBERDADE COM QUE EU ESCOLHI AS ATRIZES, A IDEIA ERA, LITERALMENTE, UMA MULHER E TODAS AS MULHERES. NÃO HAVIA MAIS LIBERDADE PARA O PÚBLICO A SE IDENTIFICAR (…) COM UMA ÚNICA PESSOA, MAS UMA FIGURA CALEIDOSCÓPICA; UM RETRATO CUBISTA DE TIPO DO QUE UMA MULHER. ESTÁ CHEIA DE MULHERES AO MESMO TEMPO. É COMO UMA CASA QUE TINHA QUATRO PORTAS, EM VEZ DE TER APENAS UMA
Arnaud des Pallièrs, cineasta

TRAILER

YOUTUBE

FOTOS

CIDADES E HORÁRIOS

EM EXIBIÇÃO

DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h
BARUERI
CINÉPOLIS IGUATEMI ALPHAVILLE
SALVADOR
CINÉPOLIS BELA VISTA

DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA- 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS- 13h30
RECIFE
CINÉPOLIS GUARARAPES SHOPPING

 

CRÍTICA ESTRANGEIRA

FACES DE UMA MULHER É UM FILME PODEROSO E INTRIGANTE. ENTRE O LABIRINTO MENTAL E O RETRATO DE UMA MULHER EXPLODE UM FILME ESTRANHO, REALIZADO POR UM TRIO DE ATRIZES EXCEPCIONAIS
Gaël Golhen, Première/França

(…) DES PALLIÈRES OFERECE UMA VISÃO MARAVILHOSAMENTE SINGULAR DA MENTE DE UMA MULHER INTRÉPIDA, PREPARADA PARA REINVENTAR-SE AD INFINITUM ATÉ QUE ELA ALCANCE A LIBERDADE ABSOLUTA
Pamela Pianezza, Variety/Toronto

CRÍTICA BRASILEIRA