ENREDO

Amanhecer. Três surfistas deixam o mar em ondas violentas. Na estrada, um acidente deixa Simon Limbres, 19, mantido vivo por máquinas. Seus pais devem rapidamente tomar uma decisão difícil: doar ou não os órgãos. Em Paris, uma mulher aguarda o transplante de um órgão que lhe dará uma nova chance de vida. O drama de duas famílias.

FICHA TÉCNICA

RÉPARER LES VIVANTS
FRANÇA, 2016
Direção: KATELL QUILLÉVÉRÉ
Roteiro: Katell/Gilles Taurand, baseado no romance de Maylis De Kerangal
Elenco: Tahar Rahim, Emmanuelle Seigner, Anne Dorval
Fotografia: Tom Harari
Montagem: Thomas Marchand
Música: Alexandre Desplat
Drama
1h 40min
12 anos
California Filmes

O FILME E O DIRETOR

Terceiro longa da escritora e premiada cineasta marfinense radicada na frança katell quillévéré, 37, realizadora de um poison violent (2010) e suzanne (2013). Adaptação do romance homônimo de maylis de kerangal, que aborda o drama de famílias envolvidas na doação de órgãos, considerada uma das maiores obras da literatura francesa.

AS PALAVRAS DE KATELL

O LIVRO FOI TÃO PODEROSO (…)QUE ME DOMINOU NUM DESEJO IRRESISTÍVEL. ESTA HISTÓRIA ME OFERECEU DIZER O QUE SEMPRE QUIS: COMO RECONSTRUIR APÓS A MORTE DE UM ENTE QUERIDO, COMO A UNIDADE DA VIDA CONTINUA A BATER EM NÓS, APESAR DO LADO CAÓTICO DE NOSSAS VIDAS (…) FOI NECESSÁRIO RECONSTRUIR UMA HISTÓRIA ONDE CADA PERSONAGEM É UM ELO DE UMA CADEIA A PASSAR A TOCHA DA VIDA
Katell Quillévéré, cineasta

TRAILER

YOUTUBE

FOTOS

CIDADES E HORÁRIOS

SEM DATA DE ESTREIA

A OPINIÃO DA CRÍTICA

UM FILME QUE VAI DIRETO AO CORAÇÃO
Françoise Delbecq, Elle

UMA OBRA MAGISTRAL
Pierre Vavasseur, Le Parisien

GRANDE ROMANCE, FILME MAGNÍFICO
Yannick Vely, Paris Match

A BELEZA DO FILME É, EM GRANDE PARTE, DEVIDO AO TOM CONTÍNUO, PROTEGIDO, MELANCÓLICO, GROGUE; A ESSA MANEIRA DE SE POSICIONAR NO LIMITE, ENTRE DESESPERO E ALEGRIA, ENTRE NOITE E MANHÃ, ENTRE VIDA E MORTE, ENTRE SONHO E DESPERTAR
Nicolas Marcadé, Les Fiches du Cinéma

ESTAMOS DIANTE DE UM MELODRAMA VIRTUOSO COM EMOÇÃO SUTIL. CORAÇÃO E ALMA NÃO PERTURBA PELA TRISTEZA DOS ACONTECIMENTOS, MAS PELA LUZ QUE OS ATRAVESSA
Vincent Nicolet, Culturopoing.com

SUBLIMEMENTE COMOVENTE, MILAGROSAMENTE DIGNO, É UM DOS FILMES MAIS BONITOS DO ANO
VSD, França