ENREDO

Nova York, EUA. O comediante paquistanês Kumail Nanjiani conhece, em um de seus shows, conhece a estudante Emily V. Gordon (Zoe Kazan). Saem juntos e, naquilo o que eles pensaram que seria apenas um caso de uma noite, floresce um sentimento real que se torna uma paixão avassaladora. Mas os pais dela o rejeitam por ser filho de muçulmanos. Quando Emily contrai uma doença misteriosa e entra em coma, a tensão aumenta quando os pais dele, que também não aceitam o namoro com uma americana, entram em cena, deixando-o em um cabo-de-guerra emocional entre as famílias diferentes e o seu coração.

FICHA TÉCNICA

THE BIG SICK
EUA, 2017
Direção: MICHAEL SHOWALTER
Roteiro: Emily V. Gordon/Kumail Nanjiani
Elenco: Kumail Nanjiani, Zoe Kazan, Holly Hunter, Ray Romano, Anupam Kher e Zenobia Shroff
Fotografia: Brian Burgoyne
Montagem: Robert Nassau
Música: Michael Andrews
Comedia Romântica
120 minutos
California Filmes

O FILME E O DIRETOR

Ganhador do Prêmio do Público dos Festivais de Locarno/Itália, e SXSW–2017/EUA; Melhor Filme do Nantucket Film Festival e de Melhor Atriz, Holly Hunter, no International Online Cinema Awards–2017. Consagrado pela crítica internacional e o público, está sendo aposta para o Oscar-2018. Obtém 98% de aprovação dos críticos e 90% do público do site Rotten Tomatoes. Adapta a história real da paixão entre o escritor e ator Kumail Nunjiani e Emily V. Gordon. Michael Showalter, 47, premiado roteirista e diretor de shows e séries de TV. fez dois longas (nenhum lançado no Brasil) (Terceiro longa do

A PALAVRA DE SHOWALTER

MESMO QUE SEJA UMA HISTÓRIA PESSOAL, TAMBÉM É UMA HISTÓRIA UNIVERSAL. É UMA HISTÓRIA COM A QUAL TODOS ENCONTRAMOS CONEXÕES. SENTIMOS QUE NÃO QUERÍAMOS QUE FOSSE UM FILME PEQUENO E ÍNTIMO. NÓS QUERÍAMOS QUE FOSSE UM FILME QUE VOCÊ PUDESSE ASSISTIR SEM SABERE SER BASEADO EM UMA HISTÓRIA VERDADEIRA, O QUE É MUITO ESPECIAL. NAS PRIMEIRAS EXIBIÇÕES NÃO INFORMAMOS AO PÚBLICO ESSA HISTÓRIA REAL NO CENTRO. E RESPONDERAM MUITO BEM A ISSO. É UMA HISTÓRIA UNIVERSAL QUE SE BASEIA NESTA REALIDADE VERDADEIRA E INCRÍVEL QUE ACONTECEU COM KUMAIL E EMILY
Michael Showalter, cineasta

TRAILER

YOUTUBE

FOTOS

CIDADES E HORÁRIOS

EM EXIBIÇÃO

DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h
FORTALEZA
CINÉPOLIS RIOMAR PAPICU

DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h
BARUERI
CINÉPOLIS IGUAEMI ALPHAVILLE

DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h:20
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h
NATAL
CINÉPOLIS NATAL SHOPPING

DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h10
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h10
SALVADOR
CINÉPOLIS BELA VISTA

DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h30
RECIFE
CINÉPOLIS GUARARAPES

DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h
SÃO LUÍS
CINÉPOLIS SÃO LUÍS SHOPPING

CRÍTICA ESTRANGEIRA

NÃO HÁ NADA COMO DOENTES DE AMOR EM EXIBIÇAO, E PARTICULARMENTE NESTES TEMPOS, NÃO HÁ NADA COMO UM LEMBRETE GENTIL DE QUE, MESMO EM GRANDES DIFERENÇAS DE VALORES E CRENÇAS CULTURAIS, O AMOR PODE CONQUISTAR TUDO
Nathaniel Rogers, Film Experience/EUA

DOENTE DE AMOR FAZ UM ÓTIMO TRABALHO AO EQUILIBRAR SUA COMÉDIA ALEGRE COM MOMENTOS DE DRAMA SINCERO
Steve Pulaski, influxmagazine/EUA

NUMA ABORDAGEM MUITO DOCE E ÚNICA (…) DOENTES DE AMOR É UMA EXPERIÊNCIA SINCERA E DIVERTIDA QUE ATINGE QUASE TODAS AS NOTAS CERTAS
Kyle Wilson, nerdrepository/EUA

É ENCANTADORAMENTE LIVRE DE IRONIA E CINISMO (…) É UM ESTRANHO FILME DE FICÇÃO COM ENORME CHARME E DOÇURA, QUE MERGULHA EM UMA SERIEDADE DELIBERADA DESDE O INÍCIO (…) UMA COMÉDIA EXTREMAMENTE ADORÁVEL
Peter Bradshaw, the guardian/Inglaterra

O FILME DO DIRETOR MICHAEL SHOWALTER DESAFIA A CATEGORIZAÇÃO. VOCÊ PODERIA CHAMÁ-LO DE UMA COMÉDIA ROMÂNTICA E ISSO SERIA EXATO, PORQUE NA VERDADE EXISTEM ELEMENTOS DE ROMANCE E COMÉDIA. ELE MINA CONFLITOS ENTRE CULTURAS E GERAÇÕES POR RISADAS QUE SÃO ESPECÍFICAS DA EXPERIÊNCIA DE NANJIANI, MAS TAMBÉM RESSOAM UNIVERSALMENTE
Christy Lmire, rogerebert.com/EUA

KUMAIL NANJIANI E EMILY V. GORDON CONTARAM SUA PRÓPRIA HISTÓRIA DE UMA MANEIRA ENGRAÇADA, ALTAMENTE ENVOLVENTE QUE NÃO SE SENTE PRECIOSA OU AFETADA, MAS SIM ABSORVENTE DO INÍCIO AO FIM. E VOCÊ VAI RIR MUITO
Eric Goldman, IGN/EUA

DOENTES DE AMOR É UMA COMÉDIA DELICIOSA
Justin Chang, Los Angeles Times/EUA

É ENGRAÇADO, EMOCIONANTE E PERCEPTIVO
James Berardinelli, ReelViews/EUA

DOENTES DE AMOR TEM UM GRANDE CORAÇÃO E MOSTRA QUE AINDA EXISTEM CANTOS PARA EXPLORAR EM COMÉDIAS ROMÂNTICAS; ELE SIMPLESMENTE LEVA ALGUÉM DISPOSTO A ENCONTRÁ-LOS
Adam Graham, detroit news/EUA

É EXTREMAMENTE DIVERTIDA EM UM REGISTRO LEVE E AFÁVEL
Tim Brayton, Alternate Ending/Inglaterra