ENREDO

Seul, maio de 1980. O taxista Man-Soeb (Kango-ho), viúvo com uma filha de 11 anos e avesso à política, aceita a proposta de receber a incrível quantia de 100 mil won do jornalista alemão Peter (Kretschmann) para leva-lo até Gwangju, cidade que, ele não sabe, é o epicentro de uma revolução contra o governo. Mesmo cercada pelas tropas militares, ele adentra a cidade sem imaginar que serão protagonistas da derrubada de uma ditadura.

FICHA TÉCNICA

TAEKSI WOONJUNSA
COREIA DO SUL, 2017
Direção: JANG HUN
Roteiro: Uhm Yoo-Na/Jo Seul-Ye
Elenco: Kang-ho Song, Thomas Kretschmann, Hae-jin Yoo, Jun-yeol Ryu e Hyuk-kwon Park
Fotografia: Ko Nak-Sun
Montagem: Sang-beom Kim/Kim Sang-beom
Música: Yeong-wook Jo
Drama
138 minutos
14 anos
California Filmes

O FILME E O DIRETOR

Drama baseado em fato – A Insurreição de Gwangju – e personagens reais – o motorista de táxi Kim Sa-bok e o jornalista alemão Jürgen Hinzpeter (1937-2016), o qual filmou o massacre do povo nas ruas pelas tropas militares (ocorrido entre 18 a 27 de maio de 1980) e cuja divulgação levou à derrubada do governo. Eleito o Melhor Filme do Ano e Ganhador de 15 prêmios em festivais, é recordista de público com mais de 12 milhões de ingressos vendidos. É também incômodo para o governo chinês, que vetou a sua exibição. Edeltraut Brahmstaedt, a viúva de Jürgen Hinzpeter, convidada pelo governo sul coreano, assistiu ao filme em uma homenagem; e o filho de Kim As-bok revelou a imprensa que ele faleceu de câncer em 1984. Terceiro trabalho de Jang Hun, o primeiro a ser exibido nos cinemas brasileiros. No site Rotten Tomatoes, o filme tem a avaliação positiva de 95% dos críticos e foi eleito o representante da Coreia do Sul ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

A PALAVRA DE JAN

O QUE ME PUXOU PARA DENTRO DA HISTÓRIA DE O MOTORISTA DE TAXI FORAM OS DOIS PERSONAGENS, MAN-SEOB E PETER. EM 1980, JÜREN HINZPETER TRABALHAVA COMO CORRESPONDENTE ESTRANGEIRO EM TÓQUIO E (…) AO OUVIR A NOTÍCIA (…) VEIO SEM HESITAÇÃO COBRIR OS EVENTOS EM GWANGJU. O QUE O FEZ FAZER ISSO? E O MOTORISTA DE TAXI COMUM QUE O LEVOU ATÉ LÁ, PELO QUE ELE PASSOU? EUA QUIS RETRATAR O PASSADO COMO REFLETIDO NOS OLHOS DE UM MOTORISTA DE TAXI QUE COMEÇA A SENTIR A MUDANÇA EM SI MESMO. E RETRATAR A HISTÓRIA NÃO COMO UM GRANDE PROCESSO MODELADO POR GRANDES PERSONAGENS, MAS COMO UMA CULMINAÇÃO DE MUITAS PEQUENAS DECISÕES E ESCOLHAS CORAJOSAS FEITAS POR PESSOAS COMUNS – NÃO COMO UM MURAL GIGANTE, MAS COMO UMA MINIATURA VISTA BEM DE PERTO. ESPERO QUE O PÚBLICO ASSISTA O FILME COMO SE ESTIVESSE A BORDO DO TAXI DE MAN-SEOB, OUVINDO AS HISTÓRIAS DAS PESSOAS DAQUELA ÉPOCA E ENTENDENDO QUE AS HISTÓRIAS NÃO SÃO TÃO DIFERENTES DAS NOSSAS PRÓPRIAS
Jang Hun, cineasta

TRAILER

YOUTUBE

FOTOS

CIDADES E HORÁRIOS

EM EXIBIÇÃO

RECIFE
DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30

SÁBADOS E DOMINGOS – 13h40
CINÉPOLIS GUARARAPES

BARUERI
DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h
CINÉPOLIS IGUATEMI ALPHAVILLE

ESTREIA EM 25 DE JANEIRO
SALVADOR
DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h
CINÉPOLIS BELA VISTA

ESTREIA EM 1º DE MARÇO
FORTALEZA
DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h– 14h
CINÉPOLIS RIOMAR PAPICU

NATAL
DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h
CINÉPOLIS NATAL SHOPPING

BREVE

MANAUS
CINÉPOLIS PONTA NEGRA

SÃO LUÍS
CINÉPOLIS SÃO LUÍS SHOPPING

CRÍTICA ESTRANGEIRA

UM DRAMA POLÍTICO EFICAZ (E EFETIVO) BASEADO EM FATOS (…) JANG HOON TAMBÉM CONSEGUE ENCONTRAR TEMPO PARA MOMENTOS MAIS LEVES DE COMÉDIA HUMANA
Michael Rechtshaffen: Los Angeles Times/EUA

UM TRIBUTO RICAMENTE IMAGINADO A UM HERÓI DA CLASSE TRABALHADORA (…) COM UM DESEMPENHO DE LIDERANÇA ROBUSTO DE SONG KANG-HO SONG
Sheri Linden, The Hollywood Reporter/EUA

UMA JORNADA DE ENTRETENIMENTO EM UM CAPÍTULO TRÁGICO E VIOLENTO DA HISTÓRIA MODERNA COREANA
Maggie Lee, Variety/EUA

É UMA APRECIAÇÃO SINCERA DE PESSOAS COMUNS QUE SE TRANSFORMAM HERÓIS EM CIRCUNSTÂNCIAS EXTRAORDINÁRIAS
Barbara VanDenburgh, Arizona Republic/EUA

UM PAI CÍNICO E MISERÁVEL NO INÍCIO, O TAXISTA EMERGE COMO UM PROTAGONISTA DELICIOSO E EM CAMADAS APÓS UM IMPRESSIONANTE ARCO DE PERSONAGEM, GRAÇAS À EXCELENTE NARRATIVA DO DIRETOR JANG HOON
Samfrey Tan, The New Paper/Singapura

ENQUANTO A SABEDORIA CONVENCIONAL LEVARIA A VOCÊ ESPERAR UM CASO SOMBRIO, JANG, EM VEZ DISSO, TIRA UMA TRAGÉDIA NACIONAL E FAZ UM FILME VENCEDOR SOBRE SACRIFÍCIO E HONRA
Shane Slater, AwardsCircuit.com

O DESEMPENHO BRILHANTEMENTE EM CAMADAS DA MÚSICA INCORPORA AS EMOÇÕES DE UMA NAÇÃO INTEIRA
James Marsh, South China Morning Post

UM PODEROSO FILME AMBIENTADO NO PASSADO RELATIVAMENTE RECENTE, MAS COM MENSAGENS E TEMAS QUE PERMANECEM TÃO RELEVANTES NO MUNDO DE HOJE
Rob Hunter, Rejeição da escola de cinema

UM THRILLER MELODRAMÁTICO, MAS INSPIRADOR, EXTRAÍDO DAS PÁGINAS DA HISTÓRIA COREANA
Roger Moore, Film Nation/Inglaterra

CRÍTICA BRASILEIRA

HIBRIDAMENTE ENVOLVENTE… por KADU SILVA
A ARTE CORRENDO EM PARALELO COM A VIDA… por LUÍS ANDREOLI
O TAXISTA DE SEUL… por MARCELO LEME

A FÁBULA DO HOMEM ALIENADO… por BRUNO CARMELO